segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Prefeito Nininho Góis e vereadores tomam posse em Quijingue


Cerimônia ocorreu domingo, 1º de janeiro, na Câmara de Vereadores de Quijingue.


Prefeito Nininho Góis

O novo prefeito de Quijingue, Nininho Góis (PR) e o vice-prefeito, Romero Filho (Romerinho), tomaram posse neste domingo (1º) na câmara dos Vereadores de Quijingue, ao lado dos 11 vereadores eleitos no município.

A cerimônia de posse foi realizada em dois momentos; pela manhã, após missa realizada na Igreja Matriz, ocorreu a posse dos Vereadores e a eleição da nova presidência e mesa diretora da Câmara pelos próximos dois anos. A tarde, após culto ecumênico, tomou posse o novo prefeito e o vice-prefeito.


Eleito com 10.389 votos, em seu discurso de posse, Nininho disse que a essência da sua gestão será o cuidado com as pessoas.

Confusão

Mal assumiu a prefeitura e o novo prefeito, Nininho Góis, já enfrenta o seu primeiro desafio político: tentar superar o desgaste em sua base de apoio, após a eleição da presidência da câmara de vereadores.

Com ampla maioria na casa o novo prefeito tinha como certo a eleição do vereador Espedito (PSD) para presidência da câmara. Mas uma manobra política articulada junto aos vereadores oposicionistas, elegeu outro nome para o comando da casa, Mário de Alduino (PRB), um novato que, apesar de integrar a base da nova gestão, formou chapa com os vereadores da oposição e surpreendeu vencendo a disputa. Tal manobra só foi possível com a ajuda dos 4 vereadores, que farão oposição ao governo de Nininho Góis, e com o apoio do seu colega de bancada, Leozinho (PMDB). O posicionamento do vereador Leozinho desagradou toda sua bancada e gerou revolta entre alguns correligionários presentes. 

O vereador Mário de Alduino venceu o vereador Espedito (PSD) por 6x5 votos. A chapa eleita conta ainda com a vereadora Nany do Tango (PT) na vice-presidencia, Ronaldo do Tanque do Rumo (PT) como 1º secretário e Almir Terra Branca (PT) como 2º Secretário.

Almir T. Branca | Nany do Tango | Célia de Antenor | Mário de Alduíno | Leozinho | Ronaldo T. do Rumo

Após a confusão na câmara o vereador Leozinho divulgou nota nas redes sociais explicando sua posição. Leozinho demonstra insatisfação com algumas posturas do seu grupo político:

“(...) alguns sujeitos do grupo do qual eu faço parte não estão satisfeitos com minha vitória, o que estão fazendo é lutar para me tirar (...)

(...) podem estar pensando que sou um “qualquer”, um “moleque”, saibam que não sou, estou no grupo do povo, da população quijinguense, fui eleito pensando num município que oferte qualidade de vida para todos, e não para uma minoria. Saibam que meu voto foi pensando e não comprado como uns desequilibrados estavam em frente à Câmara de vereadores me difamando, venho humildemente pedir desculpas aos meus apoiadores (...)”. (Leia nota na íntegra)

A programação foi encerrada com apresentações de grupos musicais de Quijingue e região na praça de eventos (arraiá).


Nenhum comentário:

Postar um comentário