sexta-feira, 13 de julho de 2012

Solte o verbo: Eleitor de urna fúnebre também existe

Texto enviado por Quijinauta para Coluna SOLTE O VERBO em 14 de dezembro de 2011.

Por: Caxixa Brito


É lamentável ver quanto descaso e desleixo em nossa cidade, a praça da matriz é uma delas, o cemitério velho é outro exemplo.

O cemitério foi desativado em 1952, ano em que o atual foi construído. Mas o que foi desativado foi o cemitério e não a alma dos que estão ali sepultados. Pelo o que se sabe a alma não envelhece e nem prescreve. Porque se fosse assim ninguém visitaria os túmulos de antepassados ou personalidades históricas como, por exemplo, Tiradentes, Irmã Dulce e tantos outros que nos deixaram há tanto tempo, mas continuam vivos na memória do povo. Por isso, limpeza e zelo em cemitério não é só questão de higiene pública e sim de respeito à memória dos nossos antepassados, que tanto contribuíram para formação da história quijinguense e aos seus familiares. Lá está o túmulo de importantes figuras históricas, como Severo Ferreira de Brito, Gregório José de Almeida, José Bezerra de Oliveira, entre outros tantos homens e mulheres que construíram a vila Triunfo, hoje cidade de Quijingue.

O que nos entristece é ouvir autoridades do município dizer que ‘esse cemitério foi há muito desativado e ninguém o visita mais’, tentando justificar o seu abandono e dando ao entender que quando se morre, perde-se o valor, despreza-se a memória. Em outras palavras: eleitor que vai pra urna fúnebre deve ser esquecido! O que é triste e não é verdadeiro, porque na perda de um ente querido é que o sentimento verdadeiro se fortalece. Por isso que a questão do cemitério “velho” deve ser levada a sério pelo povo e as autoridades que governam e fiscalizam o poder público.

A minha sugestão seria: Abrir um portão na frente do mesmo e dentro, nos locais das sepulturas, serem colocados pedras de mármore com seus nomes gravados, uma forma simbólica de reconhecimento e respeito; Construir um altar coberto para que Padres e missionários celebrassem missa no dia de finados, ou outras comemorações, e abrir o espaço para visitação. Isto é o mínimo que o poder público pode fazer em respeito aos mortos que no passado ajudaram construir a história de Quijingue. 

19 comentários:

  1. Matéria ecelente, vocês de desse site é uma das únicas coisas boas que QUIJINGUE tem, caros amigos esse senhor, não conhece nada da nossa historia, não é de Quijingue, não tem parentes aqui, os que tem só veio tirar proveito do nosso povo. Estou falando do prefeito que dá nojo em falar, pois nos de Quijingue não merecemos um cara desse mandando há 16 anos em nossa cidade basta. Queremos respeito com o nosso antepassados e construiram a nossa historia.. mais uma vez parabéns pela matéria...

    ResponderExcluir
  2. Lamentavel, é impressionante como as coisas mais importantes na vida do ser humano, são tratadas nesta sociedade.

    ResponderExcluir
  3. PARABÉNS CAXIXA BRITO!!!
    SEMPRE COM OTIMAS REFLEXÕES!!
    PARABENS AO BLOG PELA INTERATIVIDADE E IMPARCIALIDADE!! ACOMPANHO SEMPRE!!

    REGIS

    ResponderExcluir
  4. Olha a materia é linda só o cemiterio e a praça que não existe mais?

    ResponderExcluir
  5. ULTIMO COMENTARIO, CLARO QUE EXISTE, ALÉM DO ESPAÇO FISICO, AO LADO DO ANTIGO ACOUGUE, E EM TODA MEMORIA DO NOSSO POVO. O QUE NÃO EXISTE É ADMINISTRAÇÃO E RESPONSABILIDADE DO ATUAL PREFEITO.. SÓ,..

    ResponderExcluir
  6. BOM NÃO GOSTO MUITO DA POLITICA DE QUIJINGUE, PORQUE LOGO APÓS O PODER FICAR NÃO MÃO DE UMA PESSOA DESPREPARADA E NEUROTICA COMO O ATUAL PREFEITO, TOMEI NOJO DA FORMA COMO OS QUIJINGUENSES FAZ COM SEUS PROPRIOS CONTERRANEOS A MANDO DESSE SENHOR, MAIS GOSTARIA DE DAR UMA OPINIÃO ESQUEÇA O PREFEITO ELE NÃO É DAQUI MESMO, E VAMOS JUNTAR NOSSAS FORÇAS E REABRIR O NOSSO CEMITÉRIO E LIMPAR ATRAVÉS DE MUTIRÃO COM APOIO DO NOSSO POVO E O COMERCIO LOCAL..

    ResponderExcluir
  7. boa ideia pq esperar pelo prefeito nao da certo.

    ResponderExcluir
  8. poder público em Quijingue não existe,existe usurpadores do povo.

    ResponderExcluir
  9. Infelizmente o poder público de Quijingue é uma vergonha, mas praça pública não é motivo de críticas,pois nos recordamos muito bem que aquele jardim era muito organizado e bonito, quem destruiu foi a população, então não é viável gastar o nosso dinheiro público reformando praças pra população destruir, isso é falta de cultura e respeito com o dinheiro público.Pra termos cidade bonita e organizada é necessário que a população preserve!

    ResponderExcluir
  10. por estas e outras que quijingue agora é 55, é jovem competente e preocupado com o que é nosso!

    ResponderExcluir
  11. realmente!!!o cemitério é o endereço daqueles que habitaram, mais nao estao mais entre nós. más continuam vivos na memória, principalmente dos mais velhos...muito bem elaborada a matéria.eese blog é o que há de mais Essêncial nessa city...s/sombras de dúvudas, deveria fazer parte do patrimônio histórico da cidade. um caso p/si pensar daqui pra frente: afinal ninguém tinha pensado nisso até agora.parabéns......................

    ResponderExcluir
  12. É uma vergonha, há túmulo de figuras importantes que o prefeito desconhece. Por isso, o desleixo.

    É o que dá, não conhece a história do nosso município.

    Instituto Forence

    ResponderExcluir
  13. Vamos comemorar todos os anos vindouros a independência de Quijingue todo dia 7 de outubro.
    Isso porq nossa cidade vai se libertar das correntes do coronelismo instalado há 16 anos.Liberdade das perseguições, do atraso e descaso.

    Vamos marchar comemorando a democracia.

    Salve 7 de outubro.

    13 é o caminho.

    ResponderExcluir
  14. voces ainda falam rm não conhecer o municipio, e o andidato de voces [e de onde?

    ResponderExcluir
  15. Todo mundo é 13, até a sexta feira é 13
    por isso é 13, é 13 é 13 ´13

    ResponderExcluir
  16. 07 de outubro dia da independencia de quijingue, caminho 13 de Lula

    ResponderExcluir
  17. o meu canidato tem historia politica, fundação do distrito de Algodoes, entes com varios cargos politicos, agora o atual, nem da Bahia é, e o canidato apresentado tem um historico familiar politico alienado ao poder, mais obra não conheço nem um pé de mandacaru plantado, precisa falar o quê..

    ResponderExcluir
  18. O abandono tomou conta. A historia está sendo apagada em passos largos. Só acontece em Quijingue. Abra o olho povão.

    ResponderExcluir
  19. Dêu no Calila Notícias...

    São João de Quijingue é cancelado pela primeira vez em mais de 130 anos de história.

    Ta chegando a hora de mudar.

    ResponderExcluir